sexta-feira, 3 de setembro de 2010

Deixados para trás

O título do post é o nome de um filme que tava assistindo pela décima nona vez ainda agora, aí achei que combinava perfeitamente com o que tenho a falar. Todos nós temos lembranças ruins, todos nós já choramos por algo, mas lá no fundo, mesmo que tenha sido tudo tão doloroso, a gente sabe que saiu mais forte. A final as coisas que nos acontecem sempre acontecem pra nos fazer aprender algo, nos testar de alguma forma.
A May já não pode mais chorar e essa é uma das coisas que mais lhe perturba sobre ela mesma. Eu choro o tempo todo, mas já chorei muito mais, já chorei intensamente, já senti como é ter o coração se partindo; e não, não foi por um alguém apenas, mas por vários alguéns. Se cada uma dessas pessoas valia por milhares, senti como ser abandonada por um batalhão de uma só vez. Pode parecer exagero, talvez seja, sou dramática; mas se vos falo é porque apenas repasso o que senti.
Hoje percebi que não sou mais a mesma. Sei de outra pessoa que vou sentir muita falta. Chorei menos do que queria. Não sei porque, senti que se me deixasse chorar desmoronaria. Se fosse assim sempre, May deveria me agradecer por eu ter lhe tirado a capacidade de chorar, mas nem sempre sofrer é assim tão ruim. Todos, todos nós sabemos disso.

4 comentários:

  1. Thuila, sentiremos infinitamente a sua falta. Obrigada por ter sido você, obrigada por ter me aceitado assim com minhas mancadas, minhas idiotices. Sempre lembrarei das suas dancinhas, das quedas fingidas, dos olhos verdes(*-*), de você. A gente te ama, tá?

    ResponderExcluir
  2. Ah, eu desconheço esse sentimento RS, sempre sou eu a pessoa que vai embora, mas posso dizer que sempre vou com uma tristeza no coração.
    ótimo site! (:

    ResponderExcluir
  3. A gente te ama mais do que vc imagina. ♥

    ResponderExcluir
  4. Minha Thu, vai ser dificil sem você aqui :/
    teamo <3

    ResponderExcluir