segunda-feira, 27 de setembro de 2010

I really wanna kiss ya


Bom, bom, meus caros amigos. O desenho dispensa muitos comentários e eu só vou dizer o quanto foi difícil fazê-lo. Eu geralmente observo meus amigos ou fotos de revista pra tomar inspiração, mas não dava pra pedir pra meus amigos se beijarem só pra que eu pudesse desenhar. Acreditem ou não, eu peguei uns bonecos velhos pra ver que posição ficavam os narizes, que é sem dúvida o mais difícil de fazer. O resto foi mais pela minha cabeça.
Beijo é bom e "mais que mil é mais que bom" (nossa o.O), mas a sensação inebriante só pode ser sentida por você e por seu ou sua coleguinha, não é? Os apaixonados geralmente costumam deixar de lado as sensações mais "normaizinhas" como por exemplo passar um tempo com os amigos... Acho que o Tyler notou de cara esse distanciamento de Ryan para com ele, mas a cobrança que ele teve com o Ray acabou piorando as coisas, porque seu motivo principal não era a saudade que sentia pelo amigo, mas a preocupação de que ele tivesse se tornado extra-sensível.
É, a gente sabe que certos homens realmente ficam pra lá de bobinhos quando estão apaixonados. E me deixando ser um pouco feminista, são esses os melhores. O cuidado é apenas pra que a coisa toda não entre numa rotina, porque o mal do ser humano é se entediar facilmente. "Oh, amor da minha vida, nunca enjoarei de ti", é, pode ser, mas somente se os dois pombinhos acharem um bom ritmo, aprenderem a conviver em sociedade enquanto estão se amando. Ryan e May acharam um ritmo entre as brigas e os amassos, mas sinceramente ainda precisam crescer bem mais.

5 comentários:

  1. opa :x sinto um leve soco na cara. KKKK'

    ResponderExcluir
  2. ei, notei uma coisa! o título por um acaso não tem relação com aquela música, da rádio, esqueci o nome, mas que é? I miss ya, I miss ya, I really wanna kiss ya but I can't... blábláblá. é? KK'

    ResponderExcluir
  3. Tem. Tava ouvindo ela no rádio e inspirei.

    ResponderExcluir